maio 09, 2010

O romance do Pavão Misterioso



1
Eu vou contar uma história
De um pavão misterioso
Que levantou vôo na Grécia
Com um rapaz corajoso
Raptando uma condessa
Filha de um conde orgulhoso.

2
Residia na Turquia
Um viúvo capitalista
Pai de dois filhos solteiros
O mais velho João Batista
Então o filho mais novo
Se chamava Evangelista.

3
O velho turco era dono
Duma fábrica de tecidos
Com largas propriedades
Dinheiro e bens possuídos
Deu de herança a seus filhos
Porque eram bem unidos.

4
Depois que o velho morreu
Fizeram combinação
Porque o tal João Batista
Concordou com o seu irmão
E foram negociar
Na mais perfeita união.

5
Um dia João Batista
Pensou pela vaidade
E disse a Evangelista:
- Meu mano eu tenho vontade
de visitar o estrangeiro
se não te deixar saudade.

6
- Olha que nossa riqueza
se acha muito aumentada
e dessa nossa fortuna
ainda não gozei nada
portanto convém qu'eu passe
um ano em terra afastada.



Ednardo – Pavão Misterioso – 1974

Clique e leia o Pavão Misterioso na íntegra.

2 comentários:

Nydia Bonetti disse...

Teus posts são verdadeiras obras de arte, Beto. Sempre emocionam, tocam fundo. Amo esta canção que me acompanha desde menina, feito um mantra.

Gostei imensamente do teu comentrário sobre o milagre da escrita - não só o personagem passeia, mas sobretudo o leitor - quando os textos são assim, como os teus, naturalmente. :) beijo.

EpiphanieBloom disse...

I don't understand Portuguese but I love the picture! Where did you find it?